post

Pinturas de azulejos, como fazer?

Sabe aquele azulejo encardido da cozinha ou do banheiro que todo dia você tem que olhar, como se fosse um lembrete do quanto a sua casa está precisando de uma nova cor?! Mas o que fazer se o bolso não permite reformas caras, com mão de obra especializada? A solução são as pinturas de azulejo! Sai bem mais em conta que comprar novos azulejos e você ainda pode dispensar o pedreiro e se aventurar nessa empreitada, colocando a mão na massa –literalmente!

Você pode estar pensando como uma pessoa sem experiência com pincéis e tintas como você pode conseguir fazer pinturas de azulejos… Mas acredite, basta saber ler para seguir as

instruções, dispor de alguns materiais, ter boa vontade e disposição! Vamos passo a passo:shutterstock_153636104

 

  1. Compre a tinta da cor desejada. Dê preferência a tintas específicas para pinturas de azulejo; vá a um armazém de construção e peça orientação ao vendedor quanto a melhor marca, sugestão de cor e, principalmente, quantidade. Mas você também pode ler essas instruções em relação a quantidade no rótulo na lata da tinta.

 

  1. Além da tinta, você vai precisar de pincéis comuns pequenos para acabamento e rejunte (meio de cimento entre uma cerâmica e outra), pincel de rolo grande para as pinturas de azulejo – que pode ser de material sintético mesmo (são os mais em conta), pincéis de rolo menores para acabamento, lixa, bandeja para tinta, rejunte (se estiver precisando de reforço).

 

  1. Limpe bem cada azulejo. Essa etapa é fundamental para que não fiquem com manchas as suas pinturas de azulejo. Pois se você pintar por cima de sujeiras não vai conseguir aquele efeito lisinho, sem falhas, uniforme. Se for preciso, use até alguma solução química mais forte, diluente, contanto que deixe seus azulejos velhos totalmente limpos. Só não esqueça de usar luvas para não prejudicar a sua pele!

 

  1. Observe se os rejuntes estão fora de nível, já gastos, quebrados, enfim, desnivelados da altura correta. E se tem dúvida quanto a altura correta do rejunte, o ideal é que ele quase não apareça, confundindo-se com as pedras da cerâmica, do azulejo. A função do rejunte é a liga entre uma pedra e outra. E deve ser o mais imperceptível possível. Portanto, se preciso, use a lixa para deixá-lo no nível certo. E use mais cimento para rejuntar os locais que estiver faltando, pois com o tempo a tendência é ir ficando sujo e diluído, portanto seja bem detalhista para corrigir as falhas do rejunte antes de partir para suas pinturas de azulejo!

 

  1. Vamos agora para a etapa propriamente dita das pinturas de azulejo! Comece dispondo a tinta na bandeja. Use o pincel de rolo grande e passe uma primeira camada. Sempre limpe o pincel para que não escorra tinta. E não se assuste, pois a primeira mão fica muito ruim, mas deixe secar e passe uma segunda mão. Aí verá o resultado desejado! Leia as instruções da tinta e siga corretamente para não ter erro nas suas pinturas de azulejo!
post

Tendência: Pisos e Revestimentos

Cores e formas nos pisos e revestimentos na decoração da casa é uma moda que veio para ficar e sempre está em alta porque se renova a cada nova tendência. A propósito, no primeirosemestre deste ano, aconteceu a Expo Revestir 2015, uma espécie de ‘Fashion Week’ da Arquitetura, onde foi apresentado o que há de novidades em relação a pisos e revestimentos. O grande destaque entre pisos e revestimentos continua sendo para os pisos laminados e vinílicos; aqueles que parecem madeira de verdade e podem ser instalados sem utilizar nem mesmo cola, com um sistema de encaixe tão prático que não precisa nem de um profissional especializado para fazer o serviço; o próprio cliente pode comprar e montá-lo direto em cima do contra piso (que precisa estar bem nivelado para não haver falhas nos encaixes). Muito prático e econômico, afinal dispensa custos com a mão de obra que, geralmente, acaba sendo mais cara que o próprio material em si. Pisos e revestimento agora se misturam e acabam com as limitações de superfície; isso quer dizer que revestimentos podem ser usados tanto em paredes quanto no chão – é o conceito da funcionalidade falando mais alto para deixar os ambientes mais bonitos e protegidos, pois os pisos e revestimentos trazem consigo a impermeabilidade, que serve de barreira contra umidade e mofos. Portanto, além da estética, os pisos e revestimentos também ganham função de proteção para maior resistência e durabilidade da superfície onde são aplicados.

Quanto aos modelos dos pisos e revestimentos, a tendência neste ano aponta para os de cores cinza, que imitam o concreto e o cimento queimado, assim como o aço e a madeira em tom de desgaste por efeito do tempo, fazendo um estilo rústico, mas com sofisticação – uma madeira envelhecida, um aço desgastado. Também entram na lista de tendências as formas geométricas, com destaque para as hexagonais e pedras em alto relevo (mais indicados para paredes).  O estilo Industrial, que faz jus ao nome, pois realmente lembra decorações de indústrias, está sendo o preferido do momento, saindo na frente como campeão em vendas. E “quem foi rei, nunca perde a majestade”! Assim acontece com os porcelanatos que, por mais que apareçam novos materiais, conseguem se manter no topo da procura. Isso por causa das suas vantagens de proporcionar um visual moderno, ‘clean’, com durabilidade e impermeabilidade, prevenindo problemas como infiltrações. E o que está em alta atualmente são os porcelanatos de pedras maiores, que reproduzem a imagem da natureza como madeira, metal, concreto e alto relevo.shutterstock_177790259

Outra novidade que vem ganhando adeptos no mundo dos pisos e revestimentos são as aplicações em uma parede específica, fazendo um estilo de painel, o qual pode ser usado para pendurar fotografias, quadros, colar adesivos ou simplesmente colocar um espelho bonito. É uma forma de dar um destaque no ambiente.

Com tantas opções e praticidades, os clientes podem usar e abusar das novas tendências de pisos e revestimentos para decorar a casa com beleza, criatividade e funcionalidade, de forma única e personalizada.